JULHO VERDE

JULHO VERDE

Agora, no mês de julho, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) realiza a campanha de prevenção do câncer de cabeça e pescoço, com o objetivo de conscientizar e alertar a população sobre os sintomas da doença e a importância da detecção precoce.

Esse tipo de câncer, que acomete a cavidade oral, nasofaringe, orofaringe, hipofaringe, laringe, cavidade nasal, seios paranasais, glândulas salivares,. é o segundo mais frequente no homem, superado apenas pelo câncer de próstata. Nas mulheres, o câncer de tireoide aparece como o oitavo mais comum, com estimativa de 5.800 novos casos no Brasil em 2016.

A Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc)-Hospital Santa Rita de Cássia (HSRC) reforça a orientação da SBCCP de que o diagnóstico precoce, somado ao tratamento adequado, aumentam as chances de sobrevida, com uma melhor qualidade de vida. Fique atento aos sintomas e procure o seu médico regularmente.

No Espírito Santo, análise recente de 154 casos de câncer de cabeça e pescoço tratados na Afecc-Hospital Santa Rita de Cássia e no Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam) mostra que os homens são maioria (84%), a cavidade oral é a área mais acometida (64,3%), seguido da faringe (23,4%) e laringe (18%). Mais da metade dos casos tinha diagnóstico em estágio avançado da doença.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa de novos casos de câncer de boca no Brasil, em 2016, é de 15.490, sendo 11.140 em homens e 4.350 em mulheres. O número de mortes pela doença deverá chegar a 5.401 casos, sendo 4.223 homens e 1.178 mulheres. Já a estimativa para o câncer de laringe é de 7.350 novos casos (6.360 em homens e 990 em mulheres), com previsão de 4.141 óbitos (3.635 homens e 506 mulheres).

Principais sintomas
  • Nódulo persistente no pescoço, principalmente quando não desaparece espontaneamente em até 21 dias.
  • Lesão na boca que não cicatriza espontaneamente em até 21 dias.
  • Rouquidão por mais de três semanas, em especial, em fumantes e consumidores frequentes de bebidas alcoólicas.

Principais fatores de risco

  • Tabagismo
  • Etilismo
  •  Infecção por HPV (Papilomavírus humano, relacionado ao câncer de orofaringe)

Artigos Relacionados

Empreendedorismo na Prática

Novo projeto da Afecc oferece cursos que proporcionam conhecimento para uma melhor inserção no mercado de trabalho e maior controle dos gastos familiares Compreender e

Ler mais